testespmsp2014

Abaixo, bateria extra de testes para o concurso da Prefeitura de São Paulo 2014 – Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I

Questões para o novo módulo III

 1. Na cultura moderna (século XVI), o conceito de qualidade de vida social esteve baseado nos seguintes valores:

a)     Diversidade biológica, liberdade, igualdade, solidariedade

b)     Liberdade (reduzida ao liberalismo), igualdade (incapaz de ter percebido a igualdade), subjetividade (reduzida ao individualismo), propriedade (suposto direito “natural)

c)     Ética, solidariedade, igualdade, equidade

d)     Respeito, equidade, democracia e propriedade

 

 2. A Unidade Educacional como ambiente cultural pressupõe:

I – aprender com os educandos;

II – Promoção da autoria de prática docente;

III – Reconhecimento das marcas identitárias em sua pluralidade

IV – Diálogo com a história de identidade dos educandos, suas famílias e dos educadores.

a)     I, II e III somente

b)     I, IV – somente

c)     I, II e IV somente

d)     Todas estão corretas

3. A discussão curricular está fundada em uma palavra principal: inclusão. O currículo na perspectiva de inclusão pedagógica deve:

I – Ser compreendido como um movimento, um processo sócio-histórico cultural

II –  Realizar a relação entre teoria e prática

III – Ser definido pelo docente, individualmente, visando somente a aprendizagem de sua turma.

IV – Colocar o educando na perspectiva de sujeito das ações a serem desenvolvidas.

V – Reunir os conteúdos de uma área do conhecimento.

a)     Todas estão corretas

b)     I, II,  III e V

c)     I, II, IV e V

d)     I, II, IV

4. São condições para uma educação de qualidade.

a)     Infraestrutura, Projeto Pedagógico, Carreira docente, processos de avaliação, gestão democrática

b)     Experiência dos educandos e dos docentes como indicador de aprendizagem

c)     Democracia, diálogo, investigação e notas bimestrais

d)     Infraestrutura, liberdade, quantidade e notas/conceitos bimestrais

 5. O Programa Mais Educação São Paulo, instituído pelo Decreto nº 54.452 de 10/10/13 pode ser definido como:

a)     Um programa baseado nos índices baseados nas provas externas aplicadas nas Unidades Educacionais da Rede Municipal de SP;

b)     Uma proposta de reorganização da Educação Infantil e Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino.

c)     Um programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação e fortalecimento da Rede Municipal de Ensino

d)     Uma proposta de mudança pedagógica da Rede Municipal de Ensino

6. Deverão integrar as atividades curriculares desenvolvidas no contraturno escolar:

a)     Língua Portuguesa, Ciências e Artes

b)     Laboratório de Informática e Sala de Leitura

c)     Laboratório de Informática, Sala de Leitura e Sala de Apoio e Acompanhamento à Inclusão

d)     Recuperação Paralela, Bandas e Fanfarras, Nas Ondas do Rádio, Aluno Monitor, Xadrez

e)     Xadrez, Língua Portuguesa, Matemática, Esportes.

 7. O Atendimento Educacional Especializado na Rede Municipal de Educação está garantido. Este atendimento ocorre:

a)     Na sala de aula

b)     Na Sala de Apoio e Acompanhamento à Inclusão e nas Instituições de Educação Especial conveniadas

c)     Nas salas especiais localizadas em algumas Unidades Educacionais

d)     Somente nas Instituições de Educação Especial conveniadas

8. A Gestão escolar deve ser entendida como um processo democrático de fortalecimento da autonomia das Unidades Educacionais que compreenderá as fases:

a)     planejamento, tomada de decisão, acompanhamento, execução e avaliação.

b)     Planejamento, execução e avaliação

c)     Ação, execução, acompanhamento e avaliação

d)     Tomada de decisão, avaliação e acompanhamento

9. O ciclo de Alfabetização composto pelos 1ºs, 2ºs e 3ºs anos tem como finalidades:

I – Promover o sistema de escrita e de resolução de problemas matemáticos por meio de atividades lúdicas integradas ao trabalho de letramento e desenvolvimento das áreas de conhecimento

II – Priorizar a alfabetização de 100% dos alunos até o 3º ano

III – Priorizar a realização do Trabalho Colaborativo Autoral

IV – Ter um professor de Educação Infantil e Fundamental I como referência para a turma.

a)     I e II

b)     I, II e IV

c)     I e IV

d)     Todas

10. São objetivos da avaliação:

I – sintetizar conceitos e notas bimestralmente

II – diagnosticar as situações de desenvolvimento e aprendizagem dos educandos  para estabelecer os objetivos que nortearão o planejamento da ação pedagógica

III – fornecer aos professores e à equipe gestora elementos para reflexão sobre a gestão da aula

IV – verificar os avanços, dificuldades e necessidades dos educandos no processo de apropriação, construção e recriação do conhecimento, para o alcance dos objetivos de aprendizagem.

V – facilitar aos educandos, aos pais ou responsáveis a participação e o envolvimento no processo de aprendizagem e desenvolvimento.

a)     Todas estão corretas

b)     Todas estão corretas, exceto a I

c)     I, II e V

d)     I, II, III, V

11. As normas de convívio, discutidas e elaboradas pelo conjunto da comunidade escolar e aprovadas pelo Conselho de Escola fundamentam-se:

a)     Nos direitos e deveres de alunos e pais para melhor organizar o ambiente escolar e consequentemente, a aprendizagem

b)     Nos direitos e deveres que devem ser observados pos todos e apoiados em princípios legais, de solidariedade, ética, diversidade cultural, autonomia e gestão democrática

c)     Na Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente que garantem os direitos de crianças, adolescentes e jovens dentro do ambiente escolar

d)     Nas diretrizes da Secretaria Municipal de Educação

12. No texto, Fernando José de Almeida, define a aula, mesmo que provisoriamente, como um ambiente que envolve alunos e mestres que organizam uma sequência de conhecimentos com uma estrutura que contém as seguintes possibilidades:

a)     Expositivas e argumentativas

b)     Prática e teoria

c)     Filosofia e prática

d)     Experiências, prática e teoria

13. A qualidade social da Educação como direito pressupõe que o marco conceitual se radique na busca delicada, competente e cuidadosa da qualidade do ensino < aprendizagem. Podem ser considerados desafios para tornar o marco conceitual em ações concretas:

I – O currículo, como estrutura do ambiente de ensino e aprendizagem

II – A formação do Educador como modalidade contínua de reconhecimento, reflexão crítica e aperfeiçoamento das práticas curriculares

III – A aula, como o local de autoria, de autonomia e de autoridade do trabalho docente

IV – O uso de verbas de forma consciente visando o atendimento das necessidades da comunidade local

V – O fortalecimento do Conselho de Escola como instituição democrática dentro da escola.

a)     Todas estão corretas

b)     I, IV e V

c)     I, II, IV

d)     I, II, III somente

14. As mudanças nas organizações sociais e nas relações pessoais foram aceleradas nos últimos anos, principalmente pelos avanços científicos e tecnológicos que, juntamente com as transformações sociais e econômicas, revolucionaram as formas de nos comunicarmos, nos relacionarmos com as pessoas, com os objetos e o com o mundo.

A escola sofre tal pressão e a ela não pode se omitir para enfrentá-la dentro de seus objetivos. Qual sua tarefa neste contexto?

a)     Garantir que os docentes utilizem as tecnologias em suas aulas

b)     Integrar as tecnologias ao fazer pedagógico para além do acesso aos computadores e ao domínio operacional das ferramentas tecnológicas

c)     Possibilitar que os alunos façam atividades, exercícios, “lições de casa” utilizando a ferramentas da internet

d)     Ampliar as aulas no laboratório de informática

15. As atividades de lição de casa constituem-se como ações pedagógicas complementares às diversas atividades desenvolvidas pelos estudantes no cotidiano escolar. Considerando esta premissa podemos afirmar:

a)     Elas não precisam necessariamente ser executadas “em casa”, mas são tarefas a serem realizadas em horários extra-aulas.

b)     Estas tarefas devem ser realizadas pelos discentes somente em casa para que seus pais possam acompanhá-las e cobrar.

c)     Ações pedagógicas que cumprem a função avaliativa de desempenhos dos alunos e acompanhamento dos pais

d)     Atividades que ajudam a fixar os conteúdos trabalhados em sala de aula

 

Gabarito

  1. B
  2. d
  3. d
  4. a
  5. c
  6. d
  7. b
  8. a
  9. a
  10. b
  11. b
  12. a
  13. d
  14. b
  15. a

 

MÓDULO 8

1. Emília Ferreiro e Ana Teberosky desenvolveram pesquisas acerca da aprendizagem da escrita, descrevendo a psicogênese da língua escrita. Sobre a teoria dessas autoras, é correto afirmar que:

( A ) Para se alfabetizar, a criança precisa de um ambiente extremamente tranquilo, sem acesso a meios de comunicação impressos.

( B ) A apreensão da língua escrita exclui a leitura.

( C ) A aprendizagem da língua escrita exige o uso sistemático do livro didático.

(D) No processo de alfabetização, a criança passa por níveis de conceitualização que revelam suas hipóteses a respeito da escrita.

( E ) A aquisição da escrita pela criança deve começar somente na educação escolar.

2- A teoria desta pesquisadora foi construída na América Latina, onde a evasão e a retenção escolar cresciam de forma alarmante. Como importante saída para esta problemática, ela repensou o processo de aquisição da leitura e  escrita. Pesquisou a psicogênese da língua escrita, verificando que as atividades de interpretação e de produção da escrita começam antes da escolarização, e que a aprendizagem dessa escrita se insere em um sistema de concepções, elaborada pelo próprio educando, cujo aprendizado não pode ser reduzido a um conjunto de técnicas perceptivo-motoras. A pesquisadora de que trata o texto é:

(A) Emília Ferreiro

(B) Ângela Kleiman

(C) Telma Ferraz Leal

(D) Maria Montessori

3- Segundo FERREIRA e ROSA as TICs devem tornar-se suportes, conteúdos e formas potencializadoras dos processos de inclusão digital, devendo fazer parte dos planejamentos dos docentes de forma integrada às  diferentes áreas do conhecimento. Neste sentido, o uso das TICs em processos sociais e educacionais inclusivos deve compreender as seguintes dimensões:

(A) adaptativas, crítica, mercadológicas.

(B) criativa, responsável, educativa.

(C) passiva, discursivas, tecnológicas.

(D) educativas, segura, discursivas.

 4- No mês de junho, a classe da professora Sueli apresenta os seguintes resultados em relação aos conhecimentos sobre o sistema de escrita:

Diante desses resultados, observam-se as seguintes necessidades:

I Propor atividades de leitura de textos literários, especialmente nas situações de leitura em voz alta pela professora para todos os grupos.

II Propor atividades com foco na escrita em que os alunos devam pensar nas propriedades do sistema de escrita para os alunos que ainda não dominam a escrita alfabética.

III Propor diariamente situações de escrita utilizando letras móveis para todos os alunos.

IV Propor, com frequência, a todos os alunos, situações de leitura e escrita de textos que conhecem de memória para que escrevam de acordo com suas hipóteses.

V Propor escrita em duplas para os alunos que apresentam escrita pré-silábica e escrita silábica com ou sem valor sonoro, propor a leitura de textos de memória para promover o ajuste entre a fala e a escrita.

 É possível afirmar que:

(A) estão corretas as alternativas I, III e IV.

(B) somente a alternativa I está correta.

(C) as alternativas II, IV e V estão corretas.

(D) somente a alternativa II está correta.

(E) todas as alternativas estão corretas.

5- Um coordenador pedagógico reuniu os professores do Fundamental I para refletirem sobre “Sequência Didática”, com o objetivo de organizar o trabalho com gênero textual em sala de aula. Após um diálogo intenso com os(as) educadores(as), ele propôs uma seqüência didática, que foi aceita como sistematização das idéias do grupo. Ele, ainda, afirmou que a indicação da ordem das atividades era “uma proposta organizativa aberta – um roteiro pedagógico para orientar os processos de ensino e aprendizagem”.

Analise a sequência proposta pelo coordenador pedagógico e responda se está de acordo com a proposta de  DOLZ,  NOVERRAZ, e SCHNEUWLY.

1. Apresentação da proposta pelo(a) professor(a) e construção de diálogo sobre as ações didáticas.

2. trabalho com os conhecimentos prévios dos(as) estudantes (ponto de partida);

3. produção do texto inicial, estímulo à problematização;

4. contato inicial com o gênero textual em estudo;

5. ampliação do repertório, a partir de um amplo processo de troca de informações e diálogo crítico;

6. organização e sistematização do conhecimento: estudo detalhado dos elementos do gênero, suas situações de produção e circulação;

7. produção coletiva: confronto entre teoria e prática;

8. produção individual – releitura do texto e ampliação da criticidade;

9. revisão e reescrita; ressignificação de aprendizagens dos (as) estudantes.

10. participação de eventos (classe e extraclasse), para a socialização das produções individuais e coletivas.

 Considerando a natureza das ações propostas e suas respectivas finalidades didáticas, você:

A) concorda com a seqüência didática, pois ela pode contribuir para aprendizagens na área de produção textual;

B) discorda da seqüência apresentada, pois defende uma exposição mais objetiva dos conteúdos gramaticais pelos professores.

C) concorda apenas com os itens 4, 5, 6 e 9, dando ênfase à correção das produções textuais com indicação de notas.

D) discorda dos itens 6, 7, 8, pois, essa seqüência poderia expor os(as) estudantes em situações constrangedoras.

E) defende um ensino mais livre, sem sequências didáticas, pois, a questão do letramento precisa ser considerada na produção textual.

6- Leia:

As imagens permitem o entendimento da interrelação das áreas de conhecimento na escola e da proposta globalizante dos saberes, em que, segundo KLEIMAN, Angela e MORAES, Sílvia, a interdisciplinaridade se torna um processo fundamental na leitura da realidade PORQUE:

I. Os trabalhos sobre ensino da leitura nas escolas devem enfocar questões de linguagem comuns a todos os professores de todas as disciplinas do currículo da escola e não apenas serem dirigidas aos profissionais de língua.

II. Se a escola é a mais importante instituição na introdução do aluno no ensino da norma culta é evidente que todos os professores juntos valorizem e ensinem as normas e regras gramaticais, o que tornará mais efetiva a formação de novos leitores.

III. sugere a interdisciplinaridade e a transversalidade em contraposição ao currículo tradicional,tendo como premissa ser função mor da escola fornecer ao aluno os instrumentos necessários para que ele saiba compreender e fazer uso correto das informações complexas que recebe do mundo atual e se tornar uma pessoa capaz e plenamente ciente de suas atitudes, deveres e direitos.

IV. vence a fragmentação, a linearidade do currículo e o individualismo na aprendizagem.

Verifica-se que:

a) apenas I e II estão corretos.

b) apenas I, II e III estão corretos.

c) apenas I, III e IV estão corretos.

d) apenas I, II, III e IV estão corretos.

Respostas:

1- d

2- a

3- b

4- e

5- a

6- c


 

Questões: Formas de organização do trabalho de alfabetização e letramento

  1. Considere as afirmações abaixo: 
  1. As preocupações e eixos que auxiliam na organização do trabalho de alfabetização com crianças envolvem a criação de contextos significativos e o contato com textos, considerando seus usos e a análise dos seus aspectos formais;
  2. Criar contextos significativos de aprendizagem consiste em levantar o conhecimento prévio e observar o interesse das crianças, promover rodas de conversa e casos e discutir sobre temas da atualidade;
  3. Em relação à escrita presente fora da escola, não é necessário realizar um trabalho sistemático em sala de aula.
  4. Também é necessário para explorar situações de leitura e escrita de textos na sala de aula um planejamento rígido.

Está correto o que se afirma em:

a)     Somente I                                 c) somente I e II

b)     Somente I e III                          d) somente II e IV

2. Segundo FRADE, Isabel C. A. da Silva, as atividades sobre as relações entre língua oral e a língua escrita são:

a)     Explicação de textos, diferenciação entre letras, desenho s e números, escrita de textos memorizados;

b)     Atividades de biblioteca e de gosto pela leitura, leitura por parte do professor, completar palavras escritas;

c)     Cópia de textos, leitura em voz alta, debates, exposições orais;

d)     Reconstrução oral de contos, ditado pelo professor, leitura de textos pelo professor, memorização de textos.

3. Considere as afirmações abaixo:

I. O cotidiano da escola é rico em situações em que a leitura e a escrita são necessárias e fazem sentido;

II. Não é recomendado o trabalho com projetos nos primeiros anos de alfabetização pelo grau de complexidade envolvido nesta organização

III. Jogos e desafios são atividades  que devem ser planejadas e desenvolvidas pelo professor;

IV.No trabalho com temas são necessárias atividades de leitura e escrita, as quais contribuem para o processo de alfabetização

Está correto o que se afirma em:

a)     Somente I e III                              c) somente I e IV

b)     Somente II e IV                             d) somente II e III

 

Gabarito: 1. C; 2. D; 3. B.


 

Questões: Alfabetização e letramento: conceitos e relações

 1. Considere as afirmações abaixo:

1. O princípio do socioconstrutivismo é a compreensão da aprendizagem não como uma transferência de saberes neutra e linear.

I. No sociointeracionismo os sentidos constroem-se na interação verbal e são, portanto, resultados das condições de produção do discurso.

II. Podemos dizer que socioconstrutivismo é um processo dinâmico de construção e acomodação de conceitos através da interação verbal entre os interlocutores.

III.Para o sociointeracionismo a língua é um código transparente.

Está correto o que se afirma em:

c)     Somente I                                 c) somente I e III

d)     Somente I e II                          d) somente II e IV

2. Segundo SANTOS, C.M. e MENDONÇA, M., podemos dizer que alfabetizar letrando consiste:

a)     Na reflexão do sistema de escrita e do trabalho com gêneros de forma simultânea;

b)      Na apropriação das práticas sociais de leitura e escrita;

c)     Na apropriação do sistema de escrita e na inserção das práticas de leitura e escrita de forma simultânea e complementar;

d)     Na reflexão  do sistema de escrita e na inserção das práticas de leitura e escrita de forma simultânea e complementar.

3. Considere as afirmações abaixo:

I. Gêneros são respostas às necessidades  humanas de comunicação, são fenômenos ou entidades sociocomunicativas;

II. Gêneros não sofrem modificações nas suas formas de utilização e elaboração;

III. Gêneros são formas culturais e cognitivas de ação social, estabilizadas ao longo da história, corporificadas  de modo particular na linguagem, caracterizadas pela função sociocomunicativa que preenchem;

IV. Os gêneros não se definem por seu propósito comunicativo, e sim por sua forma linguística.

 Está correto o que se afirma em:

c)     Somente I e III                              c) somente III e IV

d)     Somente II e IV                             d) somente I e II

5. Considere as afirmações abaixo:

I. As modalidades de organização das atividades didáticas são: projetos, atividades permanentes, jogos, atividades esporádicas e sequenciais;

II. Atividades permanentes  são intervenções pedagógicas realizadas com alta frequência, através de repetição de procedimentos, num intervalo de tempo, orientadas por objetivos atitudinais e procedimentais;

III. Atividades sequenciais  consistem na articulação de diferentes estratégias didáticas para chegar ao objetivo previamente pensado;

IV. Atividades esporádicas são aquelas realizadas de modo descontínuo, sem haver articulação com outras atividades de sala de aula.

 Está correto o que se afirma em:

a)     Somente I, II e III                   c) nenhuma

b)     Somente I e II                        d) todas

 

Gabarito:

  1. B; 2. C; 3. A; 4. D.

 

Questões: Práticas pedagógicas em ALFABETIZAÇÃO: espaço, tempo e corporeidade

1. Considere as afirmações abaixo:

I. O conjunto das escolhas pedagógicas não envolve uma escolha política.

II. A ampliação do conceito de alfabetização gera desafios à profissão docente.

III. O conceito de letramento não ultrapassa as fronteiras escolares.

IV. A cultura escrita envolve o desenvolvimento das habilidades de leitura e de escrita durante o processo de escolarização do indivíduo.

Está correto o que se afirma em:

e)     Somente I                                 c) somente I e II

f)      Somente I e III                          d) somente II e IV

2. Segundo PICOLLI, Luciana e CAMINI, Patrícia, as possiblidades didáticas para a alfabetização devem ser planejadas de forma equilibrada, considerando os seguintes eixos:

a)      Gêneros textuais e reflexão do sistema alfabético;

b)      Práticas de oralidade, leitura e escrita, funcionalidade da escrita, aspectos linguísticos da alfabetização;

c)     Competência linguística, competência metalinguística, competência textual;

d)      Consciência fonológica, consciência semântica, consciência sintática, consciência pragmática.

3. Considere as afirmações abaixo:

I-A Provinha Brasil fornece um mapeamento sobre as habilidades de leitura das crianças brasileiras e auxilia as professoras a terem metas claras de alfabetização, assim como também um diagnóstico a partir dos resultados discentes.

II-É importante perceber que o erro é uma fonte de informação que evidencia as hipóteses acionadas pelos alunos.

III-As habilidades a serem avaliadas na alfabetização são: funcionalidade da escrita, leitura e escrita do nome próprio, reconhecimento das letras do alfabeto, sistema de escrita, leitura de textos, produção de textos.

IV-Observar, avaliar, registrar, analisar, comparar e replanejar para intervir sempre.

Está correto o que se afirma em:

e)     todas                                    c) somente I e IV

f)      nenhuma                             d) somente II e III

 

Gabarito: 1. D; 2. B; 3. A.


 

Questão
1. Para aqueles impedidos de realizar seus estudos no período previsto pelo sistema educacional, existe a possibilidade de matrícula nos programas de Educação de Jovens e Adultos, conhecido com EJA. De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais, o EJA responde por algumas funções básicas:

I. Função Reparadora — restaura o direito a uma escola de qualidade e o reconhecimento de igualdade de todo e qualquer ser humano, em que a cidadania estará assegurada por meio da assimilação de competências necessárias para sua inserção no chamado novo mundo do trabalho.

II. Função Equalizadora – deve ampliar e diversificar as oportunidades a todos aqueles desfavorecidos que buscam o acesso ás escolas e ao ensino, em diferentes níveis e períodos. Isto para que se restabeleça a trajetória escolar desse cidadão.

III. Função Permanente de Qualificação – entende-se que em suas diferentes fases de existência e diante das exigências de sua formação pessoal e de sua formação profissional, instrumentos constantes de qualificação devem estar ao dispor de todos.

Das afirmações apresentadas:

a) Somente a I está correta.

b) Somente a II está correta

c) Somente a III está correta.

d) Todas estão corretas.

2. Considerando a Resolução N° 4, de 2010, que define as Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica e considerando as dimensões do processo didático na educação básica no que tange ao ensinar, aprender e avaliar, julgue os itens a seguir:

I. Na Educação Básica, é necessário considerar as dimensões do educar e do cuidar, em sua inseparabilidade, buscando recuperar, para a função social desse nível da educação, a sua centralidade, que é o educando.

II. A Resolução N°. 04/2010 prevê eixos temáticos são uma forma de organizar o trabalho pedagógico, limitando a dispersão do conhecimento, fornecendo o cenário no qual se constroem objetos de estudo, propiciando a concretização da proposta pedagógica centrada na visão interdisciplinar, superando o isolamento das pessoas e a compartimentalização de conteúdos rígidos.

III. A Resolução N°. 04/2010 aboliu a adoção de rede de aprendizagem como ferramenta didático-pedagógica, visto que esta opção desconsidera o planejamento sistemático integrado estabelecido entre sistemas educativos ou conjunto de unidades escolares.

IV. De acordo com a Resolução N°. 04/2010, o Ensino Religioso não integra a base nacional comum.

V. O paradigma avaliativo recomendado pela Resolução 04/2010 é baseado em concepção positivista. A avaliação, nesse contexto, tem como premissa que o aluno só poderia ser promovido para a próxima série após o alcance dos objetivos educacionais, ou seja, dos critérios mínimos estabelecidos previamente.

São verdadeiros os itens:

a) I, II, III, apenas.

b) II, IV, V, apenas.

c) I, II, apenas

d) I, III, V, apenas.

3. Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para Educação Básica (Parecer CNE/CEB n° 07/2010 e Resolução CNE/CEB n° 04/2010), em seu Artigo 9°: A escola de qualidade social adota como centralidade o estudante e a aprendizagem, o que pressupõe atendimento aos seguintes requisitos:

I. revisão das referências conceituais quanto aos diferentes espaços e tempos educativos, abrangendo espaços sociais na escola e fora dela;

II. consideração sobre a inclusão, a valorização das diferenças e o atendimento à pluralidade e à diversidade cultural, resgatando e respeitando as várias manifestações de cada comunidade;

III. foco no projeto político-pedagógico, no gosto pela aprendizagem e na avaliação das aprendizagens como instrumento de contínua progressão dos estudantes;

IV. inter-relação entre organização do currículo, do trabalho pedagógico e da jornada de trabalho do professor, tendo como objetivo a aprendizagem do estudante;

V. preparação dos profissionais da educação, gestores, professores, especialistas, técnicos, monitores e outros.

Estão corretas as afirmativas:

a) I, II e III, apenas.

b) I, II e IV, apenas.

c) II, III e V, apenas.

d) I, II, III, IV e V

4. De acordo com a Resolução n° 04 do Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação e da Câmara de Educação Básica, de 13/07/2010, as Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica têm por objetivos:

I. sistematizar os princípios e as diretrizes gerais da Educação Básica contidos na Constituição, na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e demais dispositivos legais, traduzindo-os em orientações que contribuam para assegurar a formação básica comum nacional, tendo como foco os sujeitos que dão vida ao currículo e à escola;

II. estimular a reflexão crítica e propositiva que deve subsidiar a formulação, a execução e a avaliação do projeto político-pedagógico da escola de Educação Básica;

III. orientar os cursos de formação superior e pós-graduação de docentes e demais profissionais da Educação Superior, os sistemas educativos dos diferentes entes federados e as escolas que os integram, indistintamente da rede a que pertençam.

Estão corretas as afirmativas:

a) II, III, apenas.

b) I, II, apenas

c) I, III, apenas.

d) I, II e III.

5. Considerando o Parecer e o Projeto de Resolução das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 anos (Parecer CNE/CEB n. 11/2010), e a ampliação do Ensino Fundamental obrigatório para 9 anos de duração, julgue os itens a seguir:

I. A Câmara de Educação Básica ratifica que a organização do Ensino Fundamental, com 9 (nove) anos de duração, implica na necessidade de um debate sobre o projeto político-pedagógico, o regimento escolar, a formação de professores, as condições de infraestrutura. No que tange aos recursos didático-pedagógicos apropriados ao atendimento da infância e da adolescência, tem-se uma série de apontamentos no referido parecer, de modo que as escolas podem adequar-se gradativamente ao sugerido, ficando a critério dos entes federativos a organização dos tempos e espaços escolares.

II. O documento evidencia que a estruturação do novo ensino fundamental apresenta desafios a serem enfrentados pelos sistemas de ensino, tais como a observação da convivência das duas estruturas do ensino fundamental (8 anos em extinção, e 9 anos em implantação e implementação), a elaboração de novo currículo, a reorganização da educação infantil e fortalecimento dos conselhos de educação. Todavia, o documento não disserta sobre a consolidação do ciclo de alfabetização, tema este deixado a regulamentação por lei complementar.

III. A data de ingresso das crianças no Ensino Fundamental é a partir dos 6 anos de idade, completos ou a completar até o dia 31 de março do ano em que ocorrer a matrícula, conforme as orientações legais e normas estabelecidas pelo CNE na Resolução CNE/CEB n° 3/2005 e nos seguintes Pareceres: CNE/CEB n° 6/2005, n° 18/2005, n° 7/2007, n° 4/2008, n° 22/209, e Resolução CNE/CEB n° 1/2010. A mesma recomendação aplica-se ao ingresso na Educação Infantil, nos termos do Parecer CNE/CEB n° 20/2009 e Resolução CNE/CEB n° 5/2009. Portanto, observando o princípio do não retrocesso, a matrícula no 1° ano fora da data de corte deve, imediatamente, ser corrigida para as matrículas novas, pois as crianças que não completaram 6 anos de idade no início do ano letivo devem ser matriculadas na Educação Infantil.

É correto o que se afirma em:

a) III, apenas

b) Todas as sentenças são corretas.

c) I e III, apenas.

d) II e III, apenas.

6. As DCNs Gerais da E. Básica, estabelecem um Sistema Nacional de Educação, no qual cada ente federativo, com suas peculiares competências, é chamado a colaborar para transformar a E. Básica em um sistema orgânico, sequencial e articulado de suas etapas e modalidades. O regime de colaboração entre os entes federados pressupõe o estabelecimento de regras de equivalência entre as funções distributiva, supletiva, normativa, de supervisão e avaliação da educação nacional, respeitada a autonomia dos sistemas e valorizadas as diferenças regionais. Relacione as dimensões: orgânica (a), sequencial (b) e articulada (c), com seus respectivos conceitos:I – implica ação coordenada e integradora do seu conjunto.

II – quando são observadas as especificidades e as diferenças de cada sistema educativo, sem perder o que lhes é comum: as semelhanças e as identidades que lhe são inerentes;

III – compreende os processos educativos que acompanham as exigências de aprendizagens definidas em cada etapa do percurso formativo, contínuo e progressivo, da Educação Básica até a Educação Superior, constituindo-se em diferentes e insubstituíveis momentos da vida dos educandos;

a)         a:II; b:III; c:I

b)         a:I; b:II; c:III.

c)          a:I; b:III; c:II.

d)         a:III; b:II; c:I.

e)         a:III; b:I: c:II.

7. As Diretrizes Nacionais Gerais para a Educação Básica definem que a escola de qualidade social deve adotar em sua organização a centralidade do estudante e da aprendizagem, o que pressupõe, dentre outros, os seguintes requisitos:I. Consideração sobre a inclusão, a valorização das diferenças e o atendimento à pluralidade e à diversidade cultural, resgatando e respeitando as várias manifestações de cada comunidade.

II. Foco no projeto político-pedagógico, no gosto pela aprendizagem e na avaliação das aprendizagens como instrumentos de contínua progressão dos estudantes.

III. Integração dos profissionais da educação, dos estudantes, das famílias, dos agentes da comunidade interessados na educação.

IV. Referências conceituais que priorizam os espaços e tempos educativos escolares como centro do processo educativo das novas gerações, superando os limites de outros espaços sociais.

Está correto o que se afirma em:

(A) I, II e III

(B) I, II e IV.

(C) II e III.

(D) III e IV.

(E) II e IV.

8. Segundo a resolução nº 3, de 15 de junho de 2010, que institui Diretrizes Operacionais para a Educação de Jovens e Adultos, a idade mínima para ingresso nos cursos; idade mínima para o exame de certificação; e carga horária dos cursos presenciais e à distância EAD), seja no ensino fundamental (EF) ou médio (EM), são respectivamente:

MANAF1

9. Para efeito da implantação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais, prevê-se, entre outras coisas, que na Educação Básica:a)         as escolas, ouvido o Conselho de Escola ou órgão similar, encaminhem para cursos especiais de formação, os professores que mostrarem vocação para com o tema ou que proponham a execução de suas atividades por projetos, envolvendo os alunos, os pais e a comunidade na discussão destas questões.

b)         por ser tema transversal, todas as disciplinas deverão abordar aspectos da História e Cultura Afro-Brasileira.

c)          fica a cargo da escola, no exercício de sua autonomia, definir as formas de tratamento a serem dadas à História e Cultura Afro-Brasileira e Africana.

d)         cabe aos Sistemas de Ensino, ouvido o Conselho Municipal de Educação e o Movimento Negro, deliberar sobre sua implantação.

e)         as coordenações pedagógicas promovam condições para que os professores concebam e desenvolvam atividades de ensino abrangendo os diferentes componentes curriculares e que o ensino sistemático de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana ocorrerá, em especial, por meio dos componentes curriculares de Educação Artística, Literatura e História do Brasil

10. A educação de qualidade, como um direito fundamental, é, antes de tudo, relevante, pertinente e equitativa. De acordo com o Parecer CNE/CEB nº 11/2010, aprovado em 7 de julho de 2010 – Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos. O aspecto equitativo é atendido quando:a)         reporta-se à promoção de aprendizagens significativas do ponto de vista das exigências sociais e de desenvolvimento pessoal.

b)         refere-se à possibilidade de atender às necessidades e às características dos estudantes de diversos contextos sociais e culturais e com diferentes capacidades e interesses.

c)          alude à importância de tratar de forma diferenciada o que se apresenta como desigual no ponto de partida, com vistas a obter desenvolvimento e aprendizagens equiparáveis, assegurando a todos a igualdade de direito à educação

d)         independentemente das condições sociais, intelectuais e pedagógicas entre outras, tratamos todos os alunos da mesma maneira, sem qualquer adaptação ao contexto em que estão inseridos.

Quando garantida a participação em reuniões de trabalho coletivo, planejamento e execução das ações educativas de modo articulado, avaliação os trabalhos dos alunos, participação em ações de formação continuada e estabelecimento de contatos com a comunidade.

11. Na Resolução CNE/CEB nº 07/2010, DCNs para o E. Fundamental de 9 anos, os componentes curriculares obrigatórios do E. Fundamental serão assim organizados em relação às áreas de conhecimento:a)         Linguagens e Códigos, Ciências da Natureza e Ciências Humanas.

b)         Linguagens (Língua Portuguesa; Língua Materna, para populações indígenas; Língua Estrangeira moderna; Arte; Educação Física), Matemática, Ciências da Natureza, Ciências Humanas (História; Geografia), Ensino Religioso

c)          Base Nacional Comum (Língua Portuguesa; Língua Materna, para populações indígenas; Língua Estrangeira moderna; Arte; Educação Física), Matemática, Ciências da Natureza, Ciências Humanas (História; Geografia) e Parte Diversificada (Ensino Religioso).

d)         Linguagens (Língua Portuguesa; Língua Materna, para populações indígenas; Língua Estrangeira moderna; Arte; Educação Física), Ciências da Natureza (Matemática e Ciências), Ciências Humanas (História; Geografia), Ensino Religioso.

e)         Linguagens (Língua Portuguesa; Língua Materna, para populações indígenas; Inglês; Arte; Educação Física), Matemática, Ciências da Natureza, Ciências Humanas (História; Geografia), Ensino Religioso.

12.O Conselho Nacional de Educação, definiu as Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Fundamental. Neste documento legal o currículo é entendido como(A) o conjunto de disciplinas e conteúdos escolares, devem ser ordenados horizontal, vertical e longitudinalmente, de modo a propiciar sólida formação científica e cultural aos educandos.

(B) constituído pelas experiências escolares relativas aos conhecimentos científicos, aos conteúdos e símbolos integrantes do acervo cultural-artístico universal, adequados a cada etapa da Educação Básica.

(C) o conjunto de disciplinas e conteúdos escolares ordenados horizontal e verticalmente, de modo a propiciar sólida transmissão e formação cultural.

(D) o núcleo central da tarefa educativa, possibilitando a transposição para o ambiente escolar dos valores e das experiências acumuladas pelos educandos no contexto de suas relações familiares.

(E) constituído pelas experiências escolares em torno do conhecimento, permeadas pelas relações sociais, visando a articular vivências e saberes dos educandos com os conhecimentos historicamente acumulados e contribuindo na construção de suas identidades

Gabarito:

1.B  2. C  3. D  4. B  5. A  6. A  7. A  8. D  9. E  10. C  11. B  12. E

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s